SBT: NO FUNDO DO POÇO TEM UMA LADEIRA… E ELA TEM 90 GRAUS
O SBT desativou sua assessoria de imprensa, não divulga mais a grade de programação para os jornais, e pelo visto já deve ter apagado essa parte do site da emissora (se não deixou dar “erro 404” mesmo). Tudo isso por causa do crescimento da Record, que já tomou o segundo lugar do SBT. Só que tem um negócio: o SBT não tem como reverter isso.

A Tele Sena foi criada em 1992 e foi ela quem tirou o SBT do buraco na ocasião. Uma mostra foi o programa “Justiça dos Homens”, que em 1993 tinha a mesma qualidade de imagem da Rede Globo, pelo menos na parte da dramaturgia. Anos depois começou a construção da atual sede da emissora, com 8 estúdios – atualmente, metade deles está vazia, a última vez que se utilizaram alguns deles foi no último Teleton.

Já a Record tem a IURD a seu lado, que entra com um caminhão de grana na baghassa, isso desde o fim da era popular da programação da emissora. Resultado? A grana sobra aos borbotões, o que se reflete em programas como “Ed Banana”, “Jogos de Família” e “A Noite é Nossa”, que duraram pouco, mas eram muito bem produzidos.
Contra o SBT ainda pesa o fato de, ao contrário de emissoras muito menores, como a Band, não investir na TV a cabo, e de estar ausente de Sky e DirecTV, sem ao menos se esforçar para superar isso.

O caso é que eu começo a notar que o público típico do SBT, as COREGAS DE AUDITÓRIO (ahhh, eu tava com esse trocadilho entalado na garganta há 15 anos!!) do seo Sílvio, estão envelhecendo. E Sílvio envelhece junto com elas, nada de se renovar, nada de conquistar novos fãs, mais jovens, para continuar comprando Tele-Sena e Baú da Felicidade. Resultado, novamente, o dinheiro começa a faltar. Fora o fato de que os anunciantes preferem muito mais a Record, que tem uma grade de programação fixa – decalcada da Globo, mas fixa, nada de estrear programa na quinta-feira como o SBT já fez com os Flintstones, mais surrados que o Chaves (já devia ter migrado pra RetrôTV do satélite faz tempo!!)

Sabe, dá a ligeira impressão que o SBT acha que vai existir para sempre. Excelsior, Tupi, Manchete e PSN estão aí para provar o contrário – e as três primeiras, Sílvio já assistiu e se lembra bem, hein?!… Que saudades que eu tenho do SBT até 2001, aquilo sim é que era uma emissora. Desde então, vem degringolando até chegar nesse ponto. Hoje o SBT é uma caricatura de si mesmo, e nem mesmo as vinhetas da emissora me convencem que eles ainda estão de pé – vinhetas eu faço sozinho, aqui em casa, como se pode ver no YouTube (http://www.youtube.com/igorcbarros), isso não significa nada.

Não sei até quando veremos o SBT se estrebuchando. Dá uma ligeira impressão de que, se o SBT acabasse agora, ele iria dar muito menos saudade do que outras emissoras que já se foram, ainda mais com atitudes arrogantes como não divulgar a programação!

Tava com isso entalado na garganta. Já “peguei leve” com o SBT há alguns anos atrás quando eles mereciam uns catiripapos, por estar procurando emprego em emissoras de TV. Já estou empregado, em uma produtora, e agora não dependerei mais deles pra pagar as contas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s