Essa não!

Ohaaaahhhhhaooouhhhhhh®
Era só o que phaltava… Os herdeiros de Edgar Rice Burroughs, escritor, estão tentando registrar nos direitos autorais o grito do Tarzan, na União Européia.

Não conseguiram apenas por não conseguir descrever exatamente como é o som, que ficou phamoso na voz de Johnny Weissmuller. Mas eles podem conseguir: a legislação permite que sejam anexadas amostras de áudio a esse tipo de processos. Seria algo como registrar uma música, por exemplo.
Caso venha a dar certo eles podem ficar milionários (e por muito tempo, já que o registro vai valer pelos próximos 80 anos, salvo se estiver enganado) e… eventuais sátiras sejam obrigadas a gritaire de outro jeito.

Isso me lembra uma piada do Casseta & Planeta, de um adolescente nerd (interpretado por Marcelo Madureira) que teria registrado o som do modem de conexão discada entrando na Internet e ficou milionário (o som seria do gato dele entrando no liquidificador… XD) , a ponto de ter a “canzión” gravada pelo hoje saudoso Luciano Pavarotti (e um tenor entrava e entoava algo como “IIIiiiiii óóóóóó rrrrrrr…“)
Mas esse som não era exclusivo da Internet… Nos anos 80, o Videotexto (serviço da Telesp acessível por computadores como os MSX) ao ser conectado também fazia um som parecido.

Este post está horrível. O de baixo é bem mais interessante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s