Réplicas, tréplicas…

Tucanaram a falsificação?!
Um dos tipos de spam que eu mais recebo é de vendas de “réplicas de relógios de griffe”. Tudo em inglês, e o que é pior, naquele dialeto numérico, pra enganar os filtros anti-spam… De curiositê, eu pesquisei via Gúgol e fui em um site em português que vende essas coisas.
As réplicas não são lá muito baratas: todas são mais de um salário mínimo, e trazem, segundo o site, “todas as logomarcas”. Sempre com um “downscaling”: onde era ouro, entra aço inoxidável dourado. Alguns relógios prometem que os cronômetros são funcionais – ou seja, em alguns deles, os ponteirinhos adicionais de cronógrafo, altímetro e o caramba a quatro que tem em alguns relógios simplesmente não se mexem… É mole?

A pergunta que não quer calar: essa história de réplica não seria apenas uma conversa mole pra vender relógios falsos?!… É que usar relógios de baixa qualidade não é crime, a menos que o Kassab esteja querendo aprontar alguma nos próximos meses…

Ao contrário dos automóveis réplicas, esses relógios jamais se assumem como tal! Se é igual ao Rolex, tem todos os logotipos do Rolex, mas não é Rolex, é o quê, então?… E o pior é que é tudo idêntico, não é como os eletroeletrônicos Coby, Peconic e Shairp, ou os videogames , Polystation e assemelhados, que meio que “parodiam” os produtos originais e são, logo de cara, produtos inferiores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s