Mais personagens vindo aí

Este post era mais pro SodTV! (queiram ou não, é um programa de televisão) ou para o Personagens & Cia (envolve personagens), mas vamos agitar então um pouco o menos visto dos meus blogs. Tinha que ser o do Chaves! Pipipipipipi…

Mas, aproveitando: em breve o Tinha que ser o Chaves vai ser reformulado, com mudança de visual e um pouco mais de espaço para o Zicky Zira, porquê os Nampsons (que andam meio velhinhos, surgiram há 10 anos) vão pra geladeira à espera de mais inspiração e dias melhores para o humor na Internet. Se os Simpsons já fazem parte da paisagem, os Nampsons, então, caíram na Lei Cidade Limpa… Mas vamos lá.

Não faz muito tempo eu falei sobre a Turminha da Graça, uma turma de personagens na qual se inclui R.R. Soares (da Igreja Internacional da Graça de Deus, mais conhecida por estar no horário nobre da Band), como o personagem Missionário. Parece que foi criada uma outra turma, essa com direito inclusive a desenhos meio-animados à la Chaotic, já phlagrei um deles, na qual o protagonista é baseado na inphância deste, o Midinho (seria o apelido de Romildo Soares à época.)
Pois é. E bem longe das 22 horas de programação no Canal 21, surge na Igreja Mundial do Poder de Deus una otra turmilla muy interehánte, a Turminha da Mundial, que até agora só está em um jornalzinho (como o dos adultos de lá, impressos sem periodicidade, estilo fanzines) e um livro.
Nessa turma – bem ousada para os padrões do gênero, com integrantes de cabelos verde, azul, uma distante homenagem ao estilo nipônico – só se reconhece Santiago, como o garoto Miro. Ninguém mais da IMPD real é retratado – só se por um mero acaso uma das garotas se chamar Franciléia ou algo assim (esposa deste na vida real, nessa denominação as esposas de pastores e bispos são muito valorizadas).
O que me chamou a atenção é que logo de cara, o primeiro livro protagonizado por eles já parte para a pior experiência já vivida por Valdemiro Santiago, com direito a uma capa até um tanto dramática demais… mesmo sabendo que incrivelmente o final disso foi feliz – no local mais mostrado no Canal 21, que fica no Brás,  há um público impressionante para um local fechado como aquele, em cifras que já lotariam estádios de futebol como o Alfredo Schürig, por exemplo.

Enfim, essa história foi um quase Titanic versão individual. Pra quem não sabe, em 1994, Santiago chegou a ter sua morte noticiada no Jornal Nacional, quando na verdade ele estava em alto mar, porquê sabotaram o iate onde ele estava, nadando exaustivamente desde a manhã até chegar as 5 da tarde à terra firme, sendo que teoricamente ele não deveria chegar lá porquê as correntes marítimas são ao contrário da direção que ele pretendia seguir.
A história original é contada em um CD e um livro, não lá muito caros para quem tiver com cartão à mão e quiser tirar a curiosidade.
Resta saber se la criânçada, principalmente os que assistem o programa, vão curtir. Apesar do programa às vezes pegar um pouco pesado, como eu já disse em outro blog (e estou pensando em apagar o que disse, está fazendo um sucesso “felino”, digamos assim), muitas crianças assistem o Canal 21, mesmo não havendo lá programação “infantil” ainda (está nos planos da denominação fazer isso).

Falta a golducha emaglecer um pouco pla deixar mais espaço pla galela nas bancas por aí. Não somos chaveiros, mas em breve voltamos com mais Chaves para vocês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s